Clube da Voz
 
     
     
home / blog
 Tag ‘Narrador Esportivo’
12/08/2010  ·  Categoria: midia

Uma das coisas mais criativas do nosso Rádio, é a narração esportiva. Grandes vozes, estilos imbatíveis. Quem ouve, e muita gente não abre mão de ouvir um jogo pelo Rádio, sabe da emoção de se acompanhar uma jogada de seu time na voz de seu narrador predileto.

O Blog Amapá Esporte traça toda a história do rádio e da locução no cenário esportivo, destacando o papel do narrador na evolução e melhora de novos tempos, desde os anos 20 até a atualidade.
Além disso, o texto traz as técnicas usadas por alguns locutores para chamar a atenção dos ouvintes.
Segundo o blog, só mesmo no país do futebol é que o gol no rádio poderia ter outro som. A narração de uma partida pelos locutores brasileiros é singular. Jogando com o imaginário do fanático torcedor, o locutor cria um lance mais bonito do que a realidade. É uma descrição sempre emocionante, precisa e rica em detalhes. É um espetáculo à parte para a platéia do primeiro mundo, habituada a uma narração mais informativa e menos empolgante.
Segundo o texto quem começou tudo isso foi Nicolau Tuma, que fez a primeira transmissão de um jogo de futebol do rádio brasileiro, em 20 de fevereiro de 1932. A emoção na hora do gol sempre respondeu ao grito que vinha das arquibancadas.
Ainda em 1932, o rádio brasileiro transmitiu pela primeira vez um campeonato mundial de futebol: a Copa do Mundo da França. Serviços de alto-falantes foram instalados nas praças de centenas de municípios brasileiros para que a população pudesse acompanhar as partidas.
A matéria afirma que para se manter bem informado sobre futebol no Brasil, o torcedor sabe que o veículo que melhor cobre, difunde e promove este esporte é o rádio, mas que nem só de futebol viveu o rádio do Brasil nos últimos anos.
Durante toda a década de 20 acontece uma verdadeira “febre radiofônica” pelo Brasil. Ainda não era um fenômeno de comunicação de massa, mas já ia conquistando o espaço que faria do rádio parte da história brasileira.
Em 1940 estreia o primeiro jornal falado do rádio brasileiro, o “Grande Jornal Falado Tupi,” de São Paulo. Também nesse ano surge o programa “No mundo da bola”, comandado por Antonio Cordeiro, que se tornou bastante conhecido na época. Em 1941 a primeira rádio-novela do país é transmitida.
O texto conta que o mais que consagrado grito de gol prolongado, que se ouve hoje em todas as rádios do Brasil, teve sua origem em meados da década de 40, criado por Rebello Júnior. Seu “Goooooool!!!” foi primeiro uma marca registrada do locutor, que depois se difundiu para a transmissão de jogos de futebol entre todos os narradores.
No mundo das comunicações, a década de 50 é marcada pelo aparecimento da televisão, obrigando o rádio a se transformar para se adaptar às novas condições. Programas de auditório e novelas começam a ocupar a programação televisiva. Com o espaço deixado e o crescente interesse do público, a programação esportiva vai ganhando terreno dentro da rádio.
Em 1955 as rádios já existentes começam a ganhar um novo concorrente dentro do próprio rádio. Nesse ano é feita a primeira transmissão experimental de rádio FM, pela Rádio Imprensa, do Rio de Janeiro.
Concluindo, a matéria mostra que nos anos 2000 o rádio entra no novo milênio provando que tem o seu lugar garantido no coração do torcedor. A Internet deu um novo fôlego para o rádio. A maioria delas possui sua própria página, onde é possível que o ouvinte-internauta, além de curtir seu som, pesquise sobre a história da rádio, participe de promoções, além de comprar os CD’s de seus artistas preferidos. É a demonstração que, sem perder o romantismo, as emissoras de rádio estão se adaptando e se preparando para os novos tempos.
Fonte: Blog Amapá Esporte

 
     
Home
Vozes
O Clube da Voz
Como se Associar
Download
Contato
ASSOCIAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DE VOZ EM PUBLICIDADE DE SÃO PAULO

Av. Sabiá, 641 - Moema
São Paulo - SP - Cep: 04515-001
Fone: +55 (11) 5051-5882
E-mail: clubedavoz@clubedavoz.com.br
Clube da Voz